Jubartes à vista no litoral paulista

Nos últimos anos, a população de baleias-jubarte (Megaptera novaengliae) do Atlântico sul ocidental (onde se localiza a costa brasileira), conhecida como “população A”, tem aumentado significativamente [1]. Uma das consequências disso é o reaparecimento desses animais em locais onde sua observação nas últimas décadas era pontual e não sistematizada, fazendo-se necessária a coleta científica das informações relacionadas à dinâmica dos grupos na costa paulista.

Marcio Motta/VIVA Instituto Verde Azul

Em Ilhabela, litoral norte do estado, quem está realizando esse trabalho é o VIVA Instituto Verde Azul em parceria com o Projeto Baleia à Vista e Projeto Baleia Jubarte. Utilizando o método de ponto fixo em terra desde o início de junho deste ano, o Instituto afirma que nos 20 primeiros dias de observação e 88 horas de amostragem foram avistadas 192 baleias, com uma média de avistagem de 2,18 indivíduos por hora (o que significa que não são 192 baleias diferentes) [2].

Ponto fixo em terra. Equipe VIVA em Ilhabela – Borrifos, área sul da ilha.

Segundo uma das biólogas do Instituto, Marina Leite, o objetivo da pesquisa é entender a dinâmica dessa recente ocupação na região de Ilhabela e através dos resultados obtidos propor estratégias de minimização de impactos das ações antrópicas, principalmente a pesca (emalhamentos), trânsito de embarcações (atropelamentos) [3] e o turismo (desordenado).

Presença de embarcações na área de uso das jubartes. Marcio Motta/VIVA Instituto Verde Azul

A bióloga afirma que a presença de jubartes na região pode ser um aspecto positivo para a comunidade local e para isso é importante que o trabalho de conscientização ambiental seja conduzido conjuntamente com a pesquisa científica, papel desempenhado hoje pela equipe do Projeto Baleia à Vista, que há de mais 15 anos acompanha os cetáceos (baleias e golfinhos) na região.

A expectativa dos pesquisadores é de que esse surgimento não seja episódico e possa ser observado nos próximos anos.

Marcio Motta/VIVA Instituto Verde Azul

Para saber mais:
[1] Projeto Baleia Jubarte. Distribuição e População. Obtido em: http://www.baleiajubarte.org.br/projetoBaleiaJubarte/leitura.php?mp=aBaleia&id=102. Acesso em 30jun2019
[2] VIVA Instituto Verde Azul. Ponto fixo Ilhabela. Obtido em: http://www.viva.bio.br/vivapesquisa/ponto-fixo-ilhabela/. Acesso em 29jun2019
[3] Yacht Clube de Ilhabela. Número recorde de baleias exige cuidado das embarcações. Obtido em: http://www.yci.com.br/numero-recorde-de-baleias-em-ilhabela-exige-cuidado-e-respeito-dos-navegadores/. Acesso em 30jun2019

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.