O chamado do novo mico amazônico

Nosso conhecimento sobre a diversidade biológica cresce a cada dia através do resultado de pesquisas científicas e recentemente um grupo de pesquisadores, em sua maioria brasileiros, contribuiu para que as informações sobre um família de primatas amazônicos estejam agora menos incompletas com a descoberta e descrição de uma nova espécie de sagui, Mico munduruku sp. n., ou simplesmente sagui-dos-mundurukus, homenagem aos índios Munduruku.

Continue lendo “O chamado do novo mico amazônico”

Uma conservacionista e os psitacídeos em Ilhabela

Segundo a legislação ambiental brasileira, os animais selvagens são responsabilidade do Estado e ações de conservação são necessárias para manter as espécies fora de ameaça. Mas o fato é que os governos, em qualquer esfera, têm demonstrado uma incapacidade histórica de proteger a fauna no país, abrindo espaço para a sociedade civil realizar a tarefa, como faz Silvana Davino, que há mais de dez anos atua na conservação de psitacídeos em Ilhabela, na Área de Soltura Monitorada de Fauna Silvestre Cambaquara.

Continue lendo “Uma conservacionista e os psitacídeos em Ilhabela”