O primeiro filhote de jubarte a gente nunca esquece

Como colaborador do VIVA Instituto Verde Azul, uma das minhas tarefas neste mês foi acompanhar – realizando a captação e edição de imagens – a equipe em Ilhabela, litoral norte de São Paulo, onde as biólogas estão realizando a pesquisa sobre baleias jubarte (Megaptera novaengliae) a partir de um ponto fixo na área sul da ilha, região de Borrifos. Com o aumento expressivo do número de indivíduos em águas paulistas, a pesquisa procura respostas para essa reocupação.

Continue lendo “O primeiro filhote de jubarte a gente nunca esquece”

Um poema imperfeito

A natureza é imperfeita. Essa é a premissa que o autor de “O Poema Imperfeito“- o biólogo e ecólogo Fernando Fernandez – utiliza para apresentar seus “poemas” em forma de contos. Ele nos alerta sobre a falsa noção de nossa sociedade exibe frente ao papel do ser humano nas extinções, onde o pensamento vigente atual é que a humanidade começou a influenciar nesse processo apenas no século 19.

Continue lendo “Um poema imperfeito”

Jubartes à vista no litoral paulista

Nos últimos anos, a população de baleias-jubarte (Megaptera novaengliae) do Atlântico sul ocidental (onde se localiza a costa brasileira), conhecida como “população A”, tem aumentado significativamente [1]. Uma das consequências disso é o reaparecimento desses animais em locais onde sua observação nas últimas décadas era pontual e não sistematizada, fazendo-se necessária a coleta científica das informações relacionadas à dinâmica dos grupos na costa paulista.

Continue lendo “Jubartes à vista no litoral paulista”

[video] Quero – chuva, Tabatinga – Quero

Quero chuva tabatinga quero

Para alguns humanos, a correria do dia-a-dia e a prisão recente da atenção dedicada às telas dos celulares, faz com que percam muitos acontecimentos interessantes ao redor, criando a falsa sensação de que estamos sozinhos nas cidades. Há uma explosão de vida nesses ambientes, por vezes não tão diversa como gostaríamos, mas do ponto de vista biológico, muito interessante de acompanhar.

Continue lendo “ Quero – chuva, Tabatinga – Quero”